Tubarões na Ericeira?! Santa incompetência…

O Guilherme alerta-nos para uma notícia no Ericeira.Com (eu recuso-me a chamar aquilo de imprensa), essa pseudo notícia tem origem num e-mail que todos os Verões circula pela Internet. Em 2004 o Oceanário de Lisboa publicou no seu site uma notícia de onde destaco:

Pois bem, o Tubarão na foto que todos receberam é um Anequim (em inglês, Mako shark, Isurus oxyrinchus). Trata-se de uma espécie bastante comum nas águas Portuguesas, há milhares de anos (!) (e não apenas este ano…). É, também, uma espécie que se alimenta exclusivamente de peixes e cefalópodes, facto que pode ser comprovado pela fisionomia dos dentes, que não são serrilhados. Se o Tubarão da foto tentasse comer uma prancha de surf na Ericeira, por exemplo, arrepender-se-ia amargamente já que iria partir os dentes todos da boca.

Até podiam apenas não ter a mínima apetência para a escrita, mas a falta de profissionalismo nesse “jornal” é tanta que nem sequer se dignam a verificar a veracidade da informação que publicam.

Para quando um jornal digno desse nome no Concelho de Mafra?

Publicado por

Nuno Ferro

Nuno Ferro tem 35 anos, cresceu em Mafra, é programador/DevOp na Sky e também consultor informático freelancer. Militante do PSD mas cada vez tem menos paciência para politiquices.

5 pensamentos em “Tubarões na Ericeira?! Santa incompetência…”

  1. Caro Sr.

    Vivemos num país livre. Por esse facto V.tem a liberdade de criticar quem quer que seja mas a sua pontaria infelizmente acerta sempre no jornal O Ericeira. Como diria Picasso,”Bem ou mal é preciso é que falem de nós”. Mais de uma vez critica o mau português, na sua opinião, claro, e não se vendo ao espelho naquilo que escreve, fala por falar, desta vez, goza porque houve uma noticia que efectivamente à posteriori verificámos que embora seja verdade, mas, não é efectivamente actual de hoje…acontece que, está assinada e veio da Direcção da ACISM, logo, mesmo se duvidássemos, teríamos de respeitar a idoneidade mínima, daquela Associação.
    Acontece que o Senhor tem apenas inveja de quem faz alguma coisa, face à sua incapacidade de fazer o que quer que seja. Critica do alto da sua pseudo-importância e fala daquilo que não sabe. O que é para si português? Português é uma língua viva com palavras novas todos os dias e com a liberdade possível, para um titulo que possa chamar a atenção – e Você caiu…nessa chamada de atenção, e escreveu…divulgou …embora, com segundo sentido, o de tentar dizer mal, a palavra que se pretendia, popular e calão se lhe quiser chamar , não deixando de ser Português…Ganda número! Sendo portanto, você, um Ganda palerma em dar importância a um titulo só para ser importante, mas caiu no ridículo, ao fazer o que na verdade se pretendia- agarrar o leitor com essa mensagem…e desta vez acertámos ,você ficou mesmo agarrado.

    Agora seriamente –O jornal O Ericeira tem todos os defeitos do mundo, pois é feito por carolas amadores, a fazerem jornalismo regional, onde nada havia e continua sem haver algo parecido. Em termos gráficos não vamos discutir, pois é feito por gente profissional apesar de voluntária e sem qualquer remuneração. Nada existe parecido, até na Imprensa Regional fora do nosso Concelho, ou semelhante, em qualidade gráfica.
    Provavelmente não estará de acordo, mas é um facto. Ah, e são todos Licenciados em Design por Universidades portuguesas reconhecidas. Coisa que V. nada entende, só ouve falar. No que diz respeito a haver melhor no nosso Concelho, o caminho está livre ,V. que gosta de escrever e tem meia dúzia de amigos que escrevem piadas e recados uns para os outros no Fórum do Mafra Regional e nos vários Blogues que preenche com os seus escritos, se tem tempo, porque não faz um jornal? Ou porque não colabora com aqueles que já existem? Todos os jornais estão sempre abertos a novos colaboradores e ideias novas e válidas. Logo, parece haver aqui uma incongruência V. quer, pensa que pode, quer fazer melhor …mas não faz, ou não sabe fazer. Decida-se.
    Para finalizar, para V. criticar é sinal que lê o nosso jornal, o que desde já agradecemos, por outro lado, gostamos sempre de deixar claro, O Ericeira, junta os tostões todos e entrega, logo que tem uma quantia que justifique (mais de 500 €) após pagar papel e gráfica, pois mais ninguém recebe um tostão pelo que faz, com excepção de quem vende o espaço para a inclusão da publicidade, e vai directo para Instituições de Solidariedade, como já foi, para uma que V. pertence o Rotary C. de Mafra. Assim, não só é o jornal Regional mais lido do Concelho de Mafra, agora Quinzenal, tem o online com mais de 40000 utilizadores (pode ver o contador) e ainda dá para quem precisa e colabora com quem quer levar algo ao conhecimento dos nossos leitores, o que nos dá muita alegria…Mas um dia, se nos fartarmos das criticas balofas de gente como V. a gente acaba e já pode ficar a sentir a falta que faz um jornal destes…Até quando morrer …já não vem lá a sua foto.

  2. Caro Hélder,

    Vou-lhe responder por partes. Mas antes de mais deixe-me tornar claro que, para mim, um órgão de comunicação social tem o dever de informar e não de desinformar ou passar informações falsas.

    No dicionário on-line da Priberam podemos ficar a saber que “ganda” significa “rinoceronte da Índia” ou “pequeno grupo gregário entre os Bosquímanos”. Penso que com isto podemos arrumar a questão do português, já que não me parece que nenhuma das hipóteses se aplique a um número de um jornal.

    Quanto ao grafismo, posso apenas dizer se gosto ou não, a minha área profissional e de formação é a informática e como tal não me sinto habilitado para ir mais longe do que dizer que não gosto das miscelânea de tipos de letra que em tempos vi na mesma página, isto na versão impressa, já que na versão on-line assumo todas as responsabilidades por ter sido o coordenador do desenvolvimento do site (ainda o vosso jornal não existia).

    Quanto à falta de profissionalismo, obviamente referia-me à qualidade dos textos e se me diz que o jornal “é feito por carolas amadores” não vejo porque se deva sentir ofendido. Admito que “qualidade do texto” seja algo muito subjectivo, certamente haverá quem leia o “24 Horas”, goste de escrita sensacionalista e que ache o “O Ericeira” uma pérola da escrita…

    Quanto aos donativos, tiro-vos o chapéu e deixo aqui registado o meu reconhecimento por tão nobre iniciativa, contudo aproveito para lhe esclarecer que eu pertenço ao Rotaract Clube de Mafra e não ao Rotary, apesar de pertencerem ao mesmo movimento são clubes independentes no funcionamento.

    Quanto à minha disponibilidade para participar num jornal, não é de agora. Fui cronista no “Espaço XXI” enquanto o mesmo existiu e caso surgisse um convite para participar num projecto em que me identificasse com a linha editorial certamente aceitaria. Agora criar um jornal é uma aventura que não se afigura nos meus horizontes já que não tenho tempo, nem dinheiro nem vontade de o fazer, como disse à pouco a minha vocação é a informática.

    Quanto ao resto, acusa-me de escrever “críticas balofas” e, no entanto, por várias vezes envereda pelo insulto fácil, a isso a minha educação não me permite responder mas posso-lhe garantir que assino sempre com o meu nome, quer nos blogues em que sou autor (neste e no “IronCoded”), quer nas páginas de opinião e fóruns em que participo (no qual se inclui o Mafra Regional, apesar de já lá não escrever há muito muito tempo).

    Por último permita-me que lhe diga que só não é criticado quem nada faz e é na forma como se aceitam as críticas que se vê quem está disponível a evoluir e quem não quer passar da cepa torta. O “O Ericeira” tem potencial para ser um jornal de referência no concelho, mas a continuar assim não vai ser mais do que o único.

  3. parabenizo ao jornal ericeira e a todos que nele trabalham…porque
    mesmo aqui no brasil continuam a nos deixar informados dos fatos acontecidos em portugal amo voces portugueses.continue a ser verdadeiro e será também muito especial………(tenho saudades dos 3 anos que vivi em ericeira)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *